my last days of romance

9 Jul

ano passado, tive o relacionamento rompido em súbito.

uma recuperação súbita.

uma volta inimaginável.

o tempo foi mais meu amigo que a música da nana caymmi.

deu linha, deu aerodinâmica.

do alto, não senti falta do romance.

tomei gosto por dar vazão ao sentimento em sua forma direta e satisfatória – desde que os afagos que não demorassem demais ou, pior ainda, terminasse em contrato de posse.

demonstrei – como forma de amor e sem sucesso por parte da assimilação do amigue, a vontade de ver minha mais longa companhia sentimental ficar feliz sem minha presença.

conquistei, alimentei e agora deixo num stand by indeterminado, uma pseudoamizade-colorida que acaba de dar uma volta inimaginável.

encontrei uma figura incrível que, apesar da expectativa e dum certo grau de extremismo do amor instagram, não merece a crueldade de esperar/procurar/se remoer ou até mesmo se apaixonar – várias vezes num mesmo dia, por alguém que, de repente, não a ame ou demonstre carinho/atenção.

constatei: em todos esses casos de certa forma me apaixonei, me descartei.

ainda que não doa mais, fica a certeza: então, amei.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: